Pular para o conteúdo
Voltar

Encontro Estadual apresenta ações do Programa Criança Feliz em Mato Grosso

O intuito é potencializar os indicadores do Programa voltado a primeira infância no Estado
Quéren-Hapuque | Setasc/MT

2º Encontro Estadual de Supervisores do Programa Criança Feliz - Foto por: Jana Pessôa/Setasc-MT
2º Encontro Estadual de Supervisores do Programa Criança Feliz
A | A

A Superintendência de Benefícios, Programas e Projetos Socioassistenciais da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania realizou o 2º Encontro Estadual dos Supervisores do Programa Criança Feliz, entre os dias 25 e 27 de novembro, em Cuiabá. O intuito foi de potencializar os indicadores do programa voltado à primeira infância no Estado e alinhar as práticas realizadas pelos municípios.

“Neste primeiro momento, o espaço visa discutir as trocas de experiências exitosas e as dificuldades. Cada município preparou um material para apresentar dando visibilidade ao trabalho desenvolvido”, explicou a coordenadora de Programas e Projetos Socioassistenciais, Luciana Alves Rodrigues.

No segundo dia, terça-feira (26.11), o evento contou com a participação da psicopedagoga, especialista em interdisciplinaridade na Educação Básica, Suzy Costa, que além do vasto currículo, sempre esteve envolvida com a promoção do desenvolvimento infantil. A professora abordou a importância do investimento na primeira infância, com atividades lúdicas.

“Discutimos essa relação de teoria e prática relacionada ao desenvolvimento infantil e dar sugestões depois, para que estes supervisores levem para os visitadores mais informações para que eles possam desenvolver novas visitas com um bom planejamento”, disse.

Suzy ainda ressaltou a importância da iniciativa utilizando evidências científicas que visem o aprimoramento dos profissionais que atuam diretamente com as famílias.

“Lembramos como acontece o desenvolvimento do cérebro na gestação e como as interações e brincadeiras podem potencializar o desenvolvimento do cérebro das crianças. Se os visitadores conseguirem orientar bem essas famílias, as nossas crianças terão melhores oportunidades no desenvolvimento infantil e de melhor qualidade”, finalizou.

Na quarta-feira (27.11), último dia, no período da manhã, foi realizada uma roda de conversa para debater sobre a gestão do programa expondo o orçamento e a utilização dos recursos pelos municípios. À tarde os supervisores participam de uma oficina para a elaboração do Plano de Ação Intersetorial de 2020.