Pular para o conteúdo
Voltar

Governo investe cerca de R$ 400 milhões em programas sociais contemplando 141 municípios

Os programas idealizados pela Primeira-dama são executados pela SETASC em parceria com os municípios
Rose Velasco | SETASC-MT

O governo investiu no programa R$ 21 milhões de reais, por bimestre. - Foto por: Josi Dias e João Reis
O governo investiu no programa R$ 21 milhões de reais, por bimestre.
A | A

Os diversos programas sociais executados pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Ação Social e Cidadania (SETASC), foram idealizados pela primeira-dama do Estado Virginia Mendes, voluntária na atual gestão.

 

Iniciado em abril de 2020, o programa Ser Família Emergencial surgiu em razão das necessidades sociais decorrentes da pandemia Covid 19 com a transferência de renda às famílias em situação de extrema pobreza. Dedes então a cada bimestre 21 milhões são investidos, beneficiando 105.958 famílias cadastradas nos 141 municípios no CADÚNICO. O governo investiu no programa R$ 21 milhões de reais, por bimestre.

 

“Tudo aconteceu muito rápido, a pandemia chegou e muitas famílias, além daquelas que já precisavam de auxílio precisam ser atendidas, não tinha como esperar. No primeiro momento contamos com o auxílio de empresários, tenho muita gratidão a todos que atenderam o nosso chamado. Posteriormente conseguimos com o apoio do governo do estado por meio da SETASC colocar o Ser Família Emergencial. Atualmente, 105.958 famílias estão cadastradas compreendendo os 141 municípios”, explicou Virginia Mendes.

 

Além desse programa, o governo intensificou a atenção às famílias em vulnerabilidade social, distribuindo 40 mil filtros de barro, pelo programa Água Saudável para o consumo de água filtrada; o investimento foi de R$ 2.788.000,00. Famílias do CADÚNICO também receberam 516 mil cobertores, do programa Aconchego, cujo investimento foi de R$ 15.388.000,00, no período de 2019 até 2022.

 

As ações de inclusão social contemplaram ainda a compra de 2 mil bengalas e de regletes (instrumentos para a escrita Braille), do Programa Ser Família Caminho Seguro, para atender idosos e as pessoas cegas para que possam ler e escrever. A entrega das bengalas e dos regletes será realizada a partir de 2023, em razão do período eleitoral que proíbe esse tipo de distribuição em período de campanha política, informou a secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho.