Pular para o conteúdo
Voltar

Aberto prazo de solicitação de medicamento para infecção respiratória em crianças prematuras

Os pedidos devem ser encaminhados pelos médicos pediatras, por meio das unidades de saúde, para o Escritório Regional de Saúde da referida localidade até o dia 17 de janeiro de 2020
Fernanda Nazário | SES-MT

O palivizumabe é utilizado na prevenção de infecção grave - Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT
O palivizumabe é utilizado na prevenção de infecção grave
A | A

Está aberto o prazo para solicitação do medicamento Palivizumabe, utilizado na prevenção de infecção grave causada pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR) em pacientes pediátricos prematuros. O medicamento está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de processo administrativo.

Os pedidos devem ser encaminhados de forma física pelos médicos pediatras, por meio das unidades de saúde, para o Escritório Regional de Saúde da referida localidade. Em seguida, o escritório encaminha a solicitação para o Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), unidade da Secretaria de Estado de Saúde que autoriza ou não, mediante checagem documental, a liberação e aplicação do medicamento.

O prazo para protocolar segue até 17 de janeiro de 2020. Segundo o protocolo de uso, descrito na Portaria 466/2020,  publicada no Diário Oficial que circulou no dia 23 de dezembro de 2019, o componente é direcionado às crianças nascidas com idade gestacional menor ou igual a 28 semanas (até 28 semanas e 6 dias); com idade inferior a 1 ano (até 11 meses e 29 dias); crianças com idade inferior a 2 anos (até 1 ano, 11 meses e 29 dias) com doença pulmonar crônica da prematuridade, displasia bronco pulmonar ou doença cardíaca congênita com repercussão hemodinâmica comprovada.

Conforme a coordenadora de Ações Programáticas Estratégicas da SES, Luciana Gomes, a aplicação do medicamento (com limite de 5 doses para cada criança) será realizada em oito polos intra-hospitalares. São eles: Hospital Santa Helena, Hospital Geral, Hospital Universitário Julio Müller (HUJM), Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG), Santa Casa de Rondonópolis, Hospital Geral de Cáceres e de Sorriso, Hospital São Luis de Cáceres.

Os polos ambulatoriais da Policlínica do Verdão, PSMVG, CRIE do Hospital Estadual Santa Casa, Hospital Municipal Santos Muniz de Rondonópolis, Hospital Regional de Cáceres e de Sorriso também irão fazer a aplicação do remédio, durante toda a sazonalidade, entre os meses de fevereiro e julho de 2020.

“Para se ter acesso ao palivizumabe, será necessário a montagem de processo de acordo com todos os anexos previstos na Portaria 466”, explica a coordenadora. Além da portaria, estarão disponíveis neste link (http://www.saude.mt.gov.br/informe/579) o guia de solicitação do Palivizumabe bem como seus anexos.