Pular para o conteúdo
Voltar

SES capacitou 2.500 profissionais da Atenção Primária à Saúde e Ambulatorial Especializada

Por meio do PlanificaSUS, foram realizados quatro workshops para servidores da saúde pública de 19 municípios da região sul mato-grossense
Fernanda Nazário | SES-MT

Capacitação dos profissionais que atuam na saúde pública de 19 municípios de Mato Grosso - Foto por: Assessoria- SES-MT
Capacitação dos profissionais que atuam na saúde pública de 19 municípios de Mato Grosso
A | A

O alinhamento do planejamento e da organização dos processos das equipes que trabalham na Atenção Primária à Saúde (APS) e na Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) pautaram quatro encontros promovidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) em 2019. Os workshops do PlanificaSUS, que ocorreram de agosto a dezembro, reuniram mais de 2.500 profissionais que atuam na saúde pública de 19 municípios de Mato Grosso. 

O secretário da SES, Gilberto Figueiredo, lembrou que, quando assumiu a gestão da Saúde Estadual, teve como missão a implementação do PlanificaSUS que, em sua avaliação, é um dos projetos mais robustos de Mato Grosso. A iniciativa conta com a consultoria de uma das melhores estruturas de saúde do país, que é o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

“O PlanificaSUS é um sonho de mais de uma década para a Saúde em Mato Grosso. Ficamos felizes de termos conseguido implementar, no entanto, é importante frisar que contaremos, sobretudo, com o empenho dos municípios e com a atuação de cada um dos servidores da Saúde, que são essenciais para transformar os ideais em realidade”, avaliou Figueiredo.

Os workshops

A coordenadora técnica do PlanificaSUS em Mato Grosso, Regina Paula Costa, explicou que, inicialmente, o projeto é implantado na região de saúde sul mato-grossense, tendo Rondonópolis como município sede para, a partir das experiências adquiridas nesse processo, expandir o trabalho às demais regiões de saúde do Estado.

Além de Rondonópolis, os cursos foram ministrados, simultaneamente, por facilitadores e tutores, em outros 18 municípios dessa região. Durante a última capacitação de 2019, realizada nos dias 16 e 17 de dezembro, o grupo de profissionais – que abrange médicos, enfermeiros, auxiliares administrativos e de serviços gerais – aprenderam sobre a Gestão do Cuidado. 

Já no primeiro encontro, ocorrido em agosto deste ano, os profissionais abordaram a Integração da Atenção Primária e da Atenção Especializada nas Redes de Atenção à Saúde; na segunda capacitação, o tema foi a Gestão com Base Populacional e Territorialização da Atenção Primária à Saúde e, no terceiro workshop, o Acesso da População aos Serviços de Saúde foi o assunto da discussão. 

Juntamente às capacitações, a SES realizou cinco oficinas tutoriais, em que os temas abordados nos workshops tiveram continuidade nas discussões entre os 27 tutores municipais, regionais e estaduais, que também são profissionais das unidades de saúde e/ou da SES. “O tutor tem o domínio do processo, interage com as pessoas que irão executá-lo no dia a dia, em uma situação educacional de aprender fazendo junto. O objetivo é o de fortalecer as competências de conhecimento, habilidade e atitude”, explica Guilherme Humberto da Costa, um dos tutores do projeto PlanificaSUS na AAE.

Ao lado dos tutores, o projeto conta ainda com 75 facilitadores que contribuem para o os resultados das aulas repercutirem em seus respectivos municípios. “Isso tem sido interessante porque tem oportunidade de incorporar a visão do agente comunitário, técnico de enfermagem, pessoas dos serviços gerais, assistente da saúde bucal, vigia, todos são atores importantes, eles estão ali para reconhecer os usuários [do SUS] e atendê-los com qualidade”, diz a Claudia Cristiane de Abreu, facilitadora do município de Dom Aquino. Os workshops e as oficinas tutoriais seguem até novembro de 2020.