Pular para o conteúdo

16 de Setembro de 2019 às 17:09 | Educação

Seduc discute impactos da Reforma Tributária na Educação

16 de Setembro de 2019 às 17:08 | Ciência e Tecnologia

Alunos de escolas selecionada em Mostra de Ciência visitam fazenda

16 de Setembro de 2019 às 16:47 | Segurança Pública

Delegacia de Poconé recebe viatura reformada com apoio da sociedade

16 de Setembro de 2019 às 16:07 | Controle

16 de Setembro de 2019 às 15:21 | Segurança Pública

Ciopaer receberá aeronave e veículos nesta terça-feira (17)

16 de Setembro de 2019 às 14:11 | Segurança Pública

16 de Setembro de 2019 às 12:05 | Agronegócio e Agricultura Familiar

Visita técnica mostra potencialidade produtiva do trigo irrigado em Mato Grosso

16 de Setembro de 2019 às 11:39 | Segurança Pública

16 de Setembro de 2019 às 11:15 | Ação Social

16 de Setembro de 2019 às 10:59 | Planejamento e Gestão

16 de Setembro de 2019 às 10:33 | Meio ambiente

Voltar

Indea incorpora 37 novos veículos a sua frota

Veículos foram adquiridos com recursos oriundos do Fundo Emergencial de Saúde Animal (Fesa)
Max Campos | Indea-MT

A | A

Na quarta-feira (28.08), o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) receberá 37 novos veículos do Fundo Emergencial de Saúde Animal (Fesa). Os automóveis serão destinados às Unidades Locais de Execução do Instituto nos municípios.

Esses veículos serão prioritariamente utilizados nas ações de Defesa Sanitária Animal, mais especificamente, no desenvolvimento das atividades de vigilância veterinária, atendimento a suspeitas de doenças, vacinações, saneamento de focos, educação sanitária, cadastramento e registro de estabelecimentos rurais, fiscalização do trânsito e da comercialização de insumos pecuários.

Os produtores rurais e indústria frigorífica, cujas representações compõem o Fesa, participam ativamente na execução da Defesa Agropecuária no estado e apostam nessa parceria com o Indea para agregar valores ao seu produto.

O Indea é encarregado da certificação sanitária em Mato Grosso, que detém o maior rebanho bovino do país e relevante produção de aves e suínos, além de equinos, ovinos, caprinos, abelhas entre outras espécies.

As principais certificações alcançadas são: Livre de febre aftosa, livre de peste suína clássica, riscos insignificante para "doença da vaca louca" e livre de doença de Newcastle e influenza aviária.