Pular para o conteúdo
Voltar

Jogos escolares do campo reúnem 650 estudantes de nove escolas

Numa das competições, 250 atletas disputaram futsal, voleibol, handebol, vôlei de Areia, salto em distância e lançamento de dardo
Adilson Rosa | Seduc-MT

Alunos durante a abertura dos jogos em Tangará da Serra - Foto por: Divulgação
Alunos durante a abertura dos jogos em Tangará da Serra
A | A

Os jogos escolares movimentaram escolas rurais estaduais com diversas competições envolvendo prêmios e integração entre unidades escolares próximas. Em Tangará da Serra (239 km de Cuiabá), mais de 400 alunos fizeram a alegria dos 2º Jogos Escolares das Escolas do Campo, na região do Assentamento Antônio Conselheiro.

Participaram quatro escolas do campo – EEs Cláudio Aparecido Paro, Petrônio Portela, Marechal Rondon e Reinaldo Dutra Vilarinho que sediou o evento. A atividade esportiva ocorreu na última quinta-feira (29.08).

Os jogos, realizados em comemoração ao dia do estudante, ocorreram o dia todo, das 8 horas até às 18 horas, sendo entregues as medalhas, no encerramento. Os alunos e profissionais da educação tiveram café da manhã, almoço e lanche da tarde.

Segundo o diretor da EE Marechal Rondon, João Paulo da Silva, a competição foi realizada na modalidade de futsal, tanto masculino como feminino. Os times foram organizados em três categorias: 6º e 7º ano; 8º e 9º ano e ensino médio.

Para um dos participantes, o estudante Gabriel Dias dos Santos, do 9º ano, os jogos foram os melhores possíveis. Além de campeão na categoria, saiu como artilheiro do evento.

“Nossa escola ganhou e ganhou bem, pois saímos em primeiro lugar. A organização estava ótima, muitos professores participando e dando toda a atenção. A quadra também é ótima”, avalia.

A 1ª edição dos Jogos escolares ocorreu em 2017, na EE. Claudio Paro com a participação apenas quatro escolas do campo: a própria Claudio Paro, Petrônio Portella, Marechal Rondon e Ernesto Chê Guevara, todas de Tangará da Serra.  

Nova Canaã do Norte

Os 1º Jogos Escolares das escolas do campo Nova Canaã do Norte (município localizado a 699 quilômetros ao norte da Capital), reuniram estudantes de cinco escolas, na última sexta-feira e sábado (30 e 31.08). Ao todo, 250 atletas estiveram presentes, disputando diversas modalidades - futsal, voleibol, handebol, vôlei de Areia, salto em distância, lançamento de dardo, nas categorias A, B, mirim e adulto.  Participaram as EEs Nova União e Ivone Borkowski de Lima, além das Escola Municipais São Manoel, Novo Paraiso e Ouro Branco.

No entendimento da estudante Leticia Barbosa Campos, do 3º ano, os jogos escolares oportunizaram e fortaleceram a união e a motivação entre os jovens. Outro marco positivo foi a colaboração da comunidade na realização das atividades.

“Esta é a minha estreia nos jogos escolares, fiquei muito motivado em participar, pois esse momento torna o ambiente mais divertido e dinâmico”,  comemora o estudante Gustavo Pesce Fortunato, do 8º ano.

Para o estudante Uender Serafim de Brito, participar dos jogos escolares foi uma honra, pois melhorou a autoestima. “Foi através dessa ação que tive a oportunidade de participar de novas modalidades”, assinala.

O idealizador do evento, Diego Bazan, diretor da escola Estadual Nova União, frisa que a iniciativa tem como foco oportunizar aos estudantes do campo a prática esportiva, similar à que acontece nas escolas urbanas, assim como também promover a socialização e o fortalecimento dos laços de amizades entre as escolas.

“Organizar e participar dos jogos foi uma experiência incrível. É muito bom ver a interação dos estudantes, dos profissionais da educação e da comunidade. A quadra e o pátio da escola estavam sempre cheios. Em jogos ‘normais’, apenas estudantes competem”, assinala o o diretor Claudemir Lourenção, Escola Estadual Ivone Borkowski de Lima.

A diretora da Escola Municipal Sã Manoel, Adriana Salustiano, explica que, ao praticarem as modalidades, os estudantes se sentem mais motivados nos estudos. Além disso, o esporte trabalha questões como disciplina, trabalho em equipe, cooperação e concentração.





Editorias